“...NOSSO AVIÃO, UM BOMBARDEIRO B-25, esforçava-se para acompanhar, em 600 km. horários, o vôo rapidíssimo dos caças. De minuto em minuto, eles encontravam nuvens brancas e densas e sumiam velozmente dentro delas”.